4 de dezembro de 2008

Volks mostra o novo Golf Plus

Esteticamente, o novo Golf Plus incorpora as linhas clássicas da sexta geração Golf, especialmente na parte da frente.O pára-choque traseiro e dianteiro se assemelham muito com o do Golf, além disso, as novas rodas de liga de aço e de vários tamanhos completam o pacote de alterações estéticas. O interior também recebeu diversas modificações, entre elas o novo tecido de revestimento dos bancos e a instrumentação do painel, que é a mesma do Golf.

O Golf Plus possui cinco opções de motores a gasolina (de 80 a 160 cv) e quatro opções turbo diesel (90 a 140 HP). Todos os motores são quatro - cilindros. Quanto a opção do câmbio existe uma de 6 velocidades e outra de 7 velocidades, para os motores turbo.

Confira as imagens. Um abraço Equipe De Gennaro Motos.
d

3 de dezembro de 2008

Matéria

Olá amigos,
d
Confiram no http://www.degennaromotorsantigos.blogspot.com/ a matéria que realizamos com este Ford Mustang GT 1989.
d
Um abraço, Equipe De Gennaro Motors.
d

Novo Jaguar X-Type

A Jaguar revelou o novo X-Type 2009, ainda sem previsão de chegada ao Brasil. O sedã possui linhas em estilo contemporâneo que proporcionam um visual mais moderno e esportivo.
d
A grade dianteira sofreu modificações em seu design e ganhou a nova assinatura da marca, também presente nos modelos recém lançados, como o XJ 2008 e o XF. Já os pára-choques traseiro e dianteiro foram alterados e ficaram mais robustos.
d
Na linha 2009, a versão 2.5 passa a ser equipada com sensores de aproximação, item antes disponível apenas nos modelos 3.0. Destaque também para a régua metálica traseira, que deixa de ter 60 cm e passa a contornar toda a parte de trás do veículo.
d
Outro item que merece destaque é a inclusão de luzes de seta nas extremidades dos espelhos retrovisores. As rodas também sofreram mudanças, com a inclusão de dois novos desenhos exclusivos para o modelo.
d
Internamente, as novidades são: um novo estilo de couro que reveste os bancos, o volante e a manopla de câmbio. O painel recebeu um maior número de detalhes em metal, assim como as saídas de ar.
d
Na versão com motor 2.2 litros a diesel, não comercializada no Brasil, o câmbio automático de seis velocidades possui opção para mudanças seqüenciais, que, de acordo com a marca, proporciona uma dirigibilidade mais esportiva.
d
Um abraço, Equipe De Gennaro Motors.
d

Jaguar XF ganha cara esportiva

A Jaguar é uma das marcas mais desejadas e luxuosas do mundo automobilístico. A preparadora Arden, entretanto, quis mudar um pouco o toque de “carro de tiozão” que os modelos têm e deixou o XF mais esportivo.
d
Chamado, agora, de XF AJ21, o modelo ganhou linhas mais atléticas, com direito à parte dianteira mais agressiva, mas sem perder o famoso símbolo do jaguar na frente. O carrão também conta com iluminação de leds e condutores de ventilação para os freios traseiros.
d
O motorzão é um V8 de 4.5 litros, que substitui o 4.2 original. Com isso, passa a superar a marca dos 500 cv de potência máxima. A suspensão esportiva dá mais um toque especial ao modelo, que, com rodas 21 polegadas, passa a ter um estilo e um desempenho de cair o queixo.
d
Um abraço, Equipe De Gennaro Motors.
s

Preparação

A preparadora alemã Brabus, famosa por suas criações com modelos da Mercedes-Benz, apresentou sua primeira modificação realizada em um automóvel movido a eletricidade. A mudança foi feita em um Tesla Roadster, cupê de origem norte-americana famoso por seus estilo e sistema de propulsão. A novidade foi apresentada pela empresa germânica durante o Essen Motor Show, realizado na Alemanha e tido como o berço dos tuneiros daquele país. A diferença do Tesla para outros modificados pela Brabus foi apenas uma: não houve mudanças no motor.
d
Era de se esperar que a Brabus não mexesse no complexo sistema de propulsão elétrico do Tesla Roadster, o que faz dele um veículo preparado somente visualmente. Como optou por não modificar o motor, a preparadora pensou na sensação de esportividade e potência que o modelo poderia causar e instalou um gerador de som que emite o ronco de um V8 - ou dois outros estilo futuristas, batizados de "Beam" e "Warp". Além de criar a sensação de esportividade, o novo componente auxilia em segurança: o som garante a percepção da presença do veículo por parte dos pedestres, evitando atropelamentos - como vinha acontecendo. A Lotus, que desenvolveu a carroceria utilizada pelo Tesla Roadster, já vinha realizando estudos com componentes similares.
d
Além o Tesla Roadster possui: novas rodas de 18 polegadas na dianteira e 19" na traseira foram adicionadas, com desenho exclusivo. Todas elas calçam pneus Pirelli P-Zero, entregando um conjunto de aparência bastante esportiva. A pintura em um tom brilhante de branco também ajuda, assim como as máscaras utilizadas nos faróis e os detalhes em fibra de carbono espalhados pela carroceria. Há iluminação por LEDs na parte inferior da carroceria e uma espécie de "neon" instalado sob o carro. Por dentro, o Roadster ganhou revestimento em couro em diversos componentes, além de detalhes em branco e amplo uso de alcântera. O logo da preparadora também pode ser visto na área interna do esportivo.
d
Um abraço, Equipe De Gennaro Motors.
d









Série Especial

A FPV (departamento esportivoary da Ford na Austrália) apresentou a Série Especial 5th Aniversary do sedan esportivo GT. Em alusão ao quinto aniversario da marca no país.
d
O GT não faz feio, ele possui um motor V8 Boss 315 5.4 de 32 válvulas, desenvolvendo 428 cavalos de potência e torque de 56,2 mkgf, transmitidos a caixa manual ou automática, ambas com seis velocidades e tração traseira.
d
Além disso, o veículo conta com algumas diferenças externas, como novas rodas aro 19, faixas decorativas e freios Brembo. Já no interior o novo revestimento dos bancos em couro, traz o logotipo da Série Especial.
d
Serão produzidas apenas 200 unidades deste modelo, realmente para clientes especiais.
d
Um abraço, Equipe De Gennaro Motors.
s

Relembrando !

A Maserati entra para o restrito grupo de fabricantes que têm carros capazes de superar a marca das 200 milhas por hora (321 km/h) com o MC12, feito em parceria com a Ferrari. Depois de apresentado em Genebra (Suíça), em março de 2004, o superesportivo ainda é cobiçado até hoje. Com traços que lembram os da "irmã" Ferrari Enzo, o modelo da marca italiana tem estilo assinado pelo renomado estúdio chefiado por Giorgio Giugiaro, além de potência e sofisticação de sobra e a vantagem de vir com vidros elétricos, ao contrário da Enzo.
d
A pintura azul e branca faz parte da tradicional história da Maserati. Essa combinação foi usada desde o início dos anos 60, pela equipe América Camoradi, que tinha Stirling Moss como piloto do famoso Maserati Tipo 60-61. Como um legítimo targa, o MC12 pode ter a capota removida, mas isso não prejudica a rigidez torcional da estrutura, feita de fibra de carbono, Nomex (material leve e resistente) e subchassi de alumínio. Não se trata de um carro pequeno. São 5,14 metros de comprimento por 2,10 m de largura e 1,20 m de altura. Mas o peso total (1.335 kg) é bem distribuído (41% na frente e 59% atrás).
d
A carroceria não tem apenas linhas atraentes. Há também itens que servem para o manter o carro estável, refrigerar os freios, ou ainda alimentar o motor. No MC12, a Maserati usou o chamado "efeito solo", que aproveita a pressão do ar em movimento para manter o carro firme nas curvas. Nesse caso, um túnel na parte de baixo do carro serve de duto. Há até um "snorkel" para ventilar o habitáculo. Na traseira, um discreto aerofólio com terceira luz de freio também ajuda a manter bom nível de estabilidade, em conjunto com a suspensão controlada eletronicamente e os pneus 245/35R na frente e 345/35R atrás, ambos montados em rodas de aro 19.
d
Os componentes do conjunto mecânico merecem um capítulo à parte. O motor com 12 cilindros em V a 65º tem seis litros e cilindrada. É capaz de gerar 630 cavalos e nada menos do que 66,5 kgfm de torque a 5.500 rpm. Além disso, vem com cárter seco de alumínio, bielas de titânio e pistões especialmente desenhados para trabalharem com taxa de compressão de 11,2: 1. Pode funcionar a até 7.700 rpm e leva o MC12 a 330 km/h, com aceleração de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos. O primeiro quilômetro pode ser percorrido em meros 20,1 segundos. Partindo da imobilidade aos 200 km/h são necessários apenas 9,9 segundos.
d
No interior, o predomínio é da cor azul. Além de detalhes como o tradicional relógio analógico no console e os bancos de couro perfurado, o que surpreende é a inclusão de vidros elétricos, item que não é comum em superesportivos por uma questão de economia de peso, mas que muitos milionários dispostos a pagar uma fortuna por carros como o MC12 costumam sentir falta. Outra comodidade é a ausência do pedal de embreagem, acionada automaticamente por um sistema eletrohidráulico.
d
O câmbio é seqüencial de seis marchas, todas trocadas por hastes instaladas atrás do volante. Quando selecionada a opção "Sport", as trocas ficam mais rápidas e o controle de tração (ASR) intervém menos no comportamento do carro. Embora seja praticamente um carro de corrida para andar na rua, o MC 12 vem com itens comuns em sedãs vendidos em grande escala, como tomada de 12V e porta-objetos.
d
Um abraço, Equipe De Gennaro Motors.
d