3 de dezembro de 2008

Relembrando !

A Maserati entra para o restrito grupo de fabricantes que têm carros capazes de superar a marca das 200 milhas por hora (321 km/h) com o MC12, feito em parceria com a Ferrari. Depois de apresentado em Genebra (Suíça), em março de 2004, o superesportivo ainda é cobiçado até hoje. Com traços que lembram os da "irmã" Ferrari Enzo, o modelo da marca italiana tem estilo assinado pelo renomado estúdio chefiado por Giorgio Giugiaro, além de potência e sofisticação de sobra e a vantagem de vir com vidros elétricos, ao contrário da Enzo.
d
A pintura azul e branca faz parte da tradicional história da Maserati. Essa combinação foi usada desde o início dos anos 60, pela equipe América Camoradi, que tinha Stirling Moss como piloto do famoso Maserati Tipo 60-61. Como um legítimo targa, o MC12 pode ter a capota removida, mas isso não prejudica a rigidez torcional da estrutura, feita de fibra de carbono, Nomex (material leve e resistente) e subchassi de alumínio. Não se trata de um carro pequeno. São 5,14 metros de comprimento por 2,10 m de largura e 1,20 m de altura. Mas o peso total (1.335 kg) é bem distribuído (41% na frente e 59% atrás).
d
A carroceria não tem apenas linhas atraentes. Há também itens que servem para o manter o carro estável, refrigerar os freios, ou ainda alimentar o motor. No MC12, a Maserati usou o chamado "efeito solo", que aproveita a pressão do ar em movimento para manter o carro firme nas curvas. Nesse caso, um túnel na parte de baixo do carro serve de duto. Há até um "snorkel" para ventilar o habitáculo. Na traseira, um discreto aerofólio com terceira luz de freio também ajuda a manter bom nível de estabilidade, em conjunto com a suspensão controlada eletronicamente e os pneus 245/35R na frente e 345/35R atrás, ambos montados em rodas de aro 19.
d
Os componentes do conjunto mecânico merecem um capítulo à parte. O motor com 12 cilindros em V a 65º tem seis litros e cilindrada. É capaz de gerar 630 cavalos e nada menos do que 66,5 kgfm de torque a 5.500 rpm. Além disso, vem com cárter seco de alumínio, bielas de titânio e pistões especialmente desenhados para trabalharem com taxa de compressão de 11,2: 1. Pode funcionar a até 7.700 rpm e leva o MC12 a 330 km/h, com aceleração de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos. O primeiro quilômetro pode ser percorrido em meros 20,1 segundos. Partindo da imobilidade aos 200 km/h são necessários apenas 9,9 segundos.
d
No interior, o predomínio é da cor azul. Além de detalhes como o tradicional relógio analógico no console e os bancos de couro perfurado, o que surpreende é a inclusão de vidros elétricos, item que não é comum em superesportivos por uma questão de economia de peso, mas que muitos milionários dispostos a pagar uma fortuna por carros como o MC12 costumam sentir falta. Outra comodidade é a ausência do pedal de embreagem, acionada automaticamente por um sistema eletrohidráulico.
d
O câmbio é seqüencial de seis marchas, todas trocadas por hastes instaladas atrás do volante. Quando selecionada a opção "Sport", as trocas ficam mais rápidas e o controle de tração (ASR) intervém menos no comportamento do carro. Embora seja praticamente um carro de corrida para andar na rua, o MC 12 vem com itens comuns em sedãs vendidos em grande escala, como tomada de 12V e porta-objetos.
d
Um abraço, Equipe De Gennaro Motors.
d

Nenhum comentário: