14 de janeiro de 2009

Mercedes-Benz apresenta SLR Stirling Moss

Enquanto trabalha em uma nova geração de seu superesportivo, o sucessor oficial do SLR, a Mercedes-Benz aproveitou para criar uma edição especial - e comemorativa - de seu atual topo-de-linha. Marcando o final da parceria entre a fabricante alemã e a McLaren para a construção de automóveis de rua, ambas apresentaram o SLR McLaren Stirling Moss. Ele foi desenvolvido em conjunto com a o braço de corrida da empresa da estrela de três pontas, a HWA, e sua preparadora oficial, AMG. A edição terá somente 75 unidades produzidas.
d
Pesadamente modificado ante ao SLR "original", o Stirling Moss conta com uma carroceria que parece ser totalmente diferente do modelo no qual se baseia. A ausência de teto remete aos antigos esportivos da empresa, assim como os novos faróis, capô, grade e pára-choque dianteiro. As laterais ganharam novos vincos e recortes, enquanto a porta passou a ter novo contorno.
d
Há arcos de segurança bastante pronunciados atrás dos dois únicos bancos do superesportivo. E se o conjunto da obra lembra os antigos cupês e roadster da Mercedes-Benz, vale ressaltar que Stirling Moss era o nome do lendário piloto britânico que venceu pela primeira vez um Grand Prêmio de Fórmula 1 pilotando um bólido da marca alemã. Ele também conquistou a edição de 1955 da famosa prova Mille Miglia e bateu o recorde da prova ao volante do famoso clássico 300 SLR.
d
Sob o capô, o SLR Stirling Moss faz jus à esportividade empregada em sua carroceria. Para movê-lo, a Mercedes-Benz ajustou um 5,5 litros de oito cilindros em V, capaz de gerar 650 cv. Com tanta potência, o conversível pode chegar a 350 km/h, 13 km/h acima do aclamado SLR 722 - e um número impressionante para um modelo "sem teto". A aceleração de 0 a 100 km/h é realizada em apenas 3,5 segundos. O bom desempenho também pode ser creditado ao trabalho realizado na carroceria, o que lhe garantiu 300 kg a menos de peso com relação ao modelo "padrão".
d
O resultado foi obtido graças ao uso de vários componentes de fibra de carbono, mais resistentes e leves, além de discos de freio de cerâmbica e carbono e um novo sistema de exaustão.
d
A edição especial do SLR custará exatos 750 mil euros, sem incluir as taxas. Ou seja: fica na casa dos R$ 2,46 milhões - e caso seja importado, pode passar facilmente dos R$ 5 milhões. Sua estréia acontecerá durante o Salão de Detroit, em janeiro, onde a Mercedes-Benz deverá divulgar mais informações sobre o modelo.
d
Um abraço, Equipe De Gennaro Motors.
d


2 comentários:

Fernando Ringel disse...

Carrão bonito, hein?
Stirling merece! Pena é o preço do carro que, quase, ninguém merece, rrsrsrsrsr


Parabéns pelo novo header, bonito, simples e elegante.

Um abraço ao pessoal da De Gennaro

Peter J disse...

Isto sim! è um carro à seria...
Fantástico!