6 de fevereiro de 2015

Avaliação – VW Novo Fox 1.0 Confortline 2015

 


Um dos modelos mais vendidos da VW está mais jovem, moderno e bonito.  Após 10 anos de mercado, esta foi a maior mudança já realizada no Fox. O grande destaque é o novo design da dianteira e traseira, que possui uma linha mais agressiva e esportiva, ficando parecido com seu “primo” Golf 7.  Por dentro, o painel ganhou novos difusores de ar e nova moldura do painel de instrumentos, além de novas opções de revestimentos com um acabamento superior.  A versão Confortline que foi avaliada vêm equipada com motor 1.0 Flex de 76 cv (Álcool) por R$ 38.190,00, porém existe a opção da motorização 1.6 de 120 cv (Álcool) por R$ 41.190,00.

Entre os principais itens de série, a versão Confortline vem bem equipada com: assistência elétrica, ar-condicionado, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sistema de áudio, retrovisores, vidros e travas com acionamento elétrico, piscas integrados retrovisores com luzes indicadoras de direção, faróis e lanternas de neblina, rádio com seis alto-falantes, coluna de direção ajustável em altura e distância, computador de bordo com 9 funções e uma gaveta porta-trecos em baixo do banco do motorista. A capacidade do porta-malas não foi alterada, e segue de 270 litros. Mas como a versão possui banco traseiro corrediço de série, a área para bagagens pode ser ampliada para 353 litros (com o banco na posição normal) ou 1.016 litros. 

Na parte de segurança o Novo Fox conta com controle de tração e estabilidade, freios ABS, assistente de frenagem e partida em rampas. A suspensão também foi recalibrada, ficando mais firme nas curvas e macia.  O câmbio tem engates macios e precisos, contribuindo para o conforto da condução, assim como o bom acabamento acústico, que evita fortes ruídos na cabine. A posição de guiar é confortável e conta com boa visibilidade para o motorista. Para uso diário e principalmente para o meio urbano, o Fox da conta do recado, fazendo bem o seu papel de hacth compacto e com custo X benefício bom dentro dos padrões de hoje.

Texto e Fotos: Fernando A. De Gennaro

















Nenhum comentário: